top of page

Inovação é peça-chave para crescimento de indústrias do país

Atualizado: 25 de out. de 2022

Segundo pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o setor industrial está mais tecnológico do que há 5 anos. O relatório aponta que em 2016 menos de 48% das indústrias contavam com recursos digitais, enquanto em 2021 o percentual foi de 69%.


De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), o setor industrial está mais tecnológico do que há 5 anos. O relatório deste ano aponta que em 2016 menos de 48% das indústrias contavam com recursos digitais, enquanto em 2021 o percentual foi de 69%.

Segundo José Claudionor, diretor da ADV Tecnologia, empresa que fornece soluções para indústrias, a inovação é uma estratégia fundamental para o crescimento. "O processo vai além da modernização tecnológica, é um novo modelo de organização que impacta na compra de itens, fidelização de clientes, produção e comercialização de produtos".



Soluções inovadoras disponíveis no mercado


Atualmente no Brasil, há empresas que fornecem soluções para a automação do setor com tecnologias da Indústria 4.0, como Big Data, Internet das Coisas, Inteligência Artificial, entre outras. O conceito da indústria 4.0 surgiu na Alemanha em 2011 com a premissa de modernizar e criar fábricas inteligentes com capacidade e autonomia para prever falhas nos processos e se adaptar aos requisitos e mudanças não planejadas na produção.

Entretanto para o sucesso da quarta revolução industrial é preciso unificar e organizar os dados. O uso de um sistema de gestão empresarial é o complemento para a análise dessas informações. "Os dispositivos da Indústria 4.0 fornecem dados importantes, entretanto sozinhos não permitem uma interpretação. Com a integração do sistema de gestão os dados se unificam e pode-se relacionar os indicativos de uma área da empresa com os apontamentos dessas novas tecnologias. Dessa maneira, é possível fazer uma análise completa para tomada de decisões assertivas", explica José Claudionor.


Desvantagem no ranking mundial


Apesar dos números positivos sobre a inovação industrial no país, o Brasil se encontra em desvantagem no ranking internacional. O índice Global de Inovação (IGI), realizado no último ano, mostra o setor industrial brasileiro na 57 posição, ficando atrás de outros países da América Latina, como Chile, México e Costa Rica. Atualmente, a Suíça está na primeira posição, como líder em inovação industrial.

"Esse resultado se dá por alguns fatores, dentre eles a falta de verba e incentivo para maiores investimentos e os impactos econômicos da pandemia de Covid 19 no país", afirma José Claudionor.

A inovação influencia diretamente na competitividade e na presença no mercado internacional. Para melhorar os índices, o especialista sugere a solução. "Independente do porte, as indústrias podem progredir na nova era digital. É possível implantar, sem grandes investimentos, sistemas, dispositivos e sensores para coletar, analisar e transformar dados em inteligência".


bottom of page